Idosos continuam circulando por Ipanema mesmo com comércio fechado

Foto: O Globo

No último dia 24 de março, todo o comércio considerado não essencial foi fechado na capital fluminense pela força de um decreto municipal, funcionando apenas supermercados, farmácias, padarias e postos de gasolinas, porém todos eles com algumas restrições.

A ideia é evitar aglomerações nas ruas e ser mais uma ferramenta para combater o coronavírus, e o estabelecimento que descumprir a ordem terá de pagar uma multa a prefeitura.

No entanto, o jornal EXTRA denunciou que o fechamento do comércio não tirou as pessoas totalmente das ruas, sendo que muitos idosos, que são mais vulneráveis ao coronavírus, foram vistos circulando nas padarias de Ipanema. Nas orlas de Copacabana e Botafogo também haviam pessoas fazendo caminhadas.

O que pode funcionar durante este período de quarentena no Rio de Janeiro:

  • Farmácias; mercados, supermercados e hortifrútis (podendo funcionar 24h);
  • Padarias e confeitarias;
  • Pet-shops;
  • Postos de gasolina (lojas de conveniência fechadas);
  • Lojas de equipamentos médicos e ortopédicos;
  • Praça de alimentação de shoppings;
  • Açougues e peixarias;
  • Bares e restaurantes, somente para entrega em domicílio;
  • Hospedagens;
  • Bancas de jornal;
  • Lavanderias;
  • Armazém, distribuidor e transportador de alimentos.

Na Praça General Osório, a feira livre acontece normalmente, sendo que muitos clientes andam sendo vistos com máscaras e luvas. Já na Zona Norte, o Mercadão de Madureira está fechado por tempo indeterminado. Vale lembrar que o governador Witzel quer suspender as contas durante o período de quarentena.

COMO SE PROTEGER DO CORONAVÍRUS?

Pelo coronavírus (COVID-19) ser altamente contagioso, a maior recomendação é que as pessoas se isolem socialmente até que a situação melhore, já que o crescimento do contágio tende a ser exponencial. Já os grupos de riscos são idosos e crianças pequenas, que têm uma taxa de mortalidade maior quando comparada as outras faixas etárias.

A recomendação é evitar lugares muito cheios, como casas noturnas, praias, cultos ou qualquer ambiente onde haja concentração de pessoas; evitar beijos e abraços também.

Além disso, lavar as mãos com sabão, não só na palma, mas também na parte de cima e entre os dedos. De preferência, utilizar um álcool em gel para assegurar que está bem protegido.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*